Ir além da mente

Nós temos que ir além da mente?
O problema de ‘ir além da mente’ (‘ter que’ ou não) é, que isso dá credibilidade às noções conceituais de que há algo a ser feito, e (talvez mais significantemente), que há alguém – um ‘eu’ separado – fazendo isso. O terceiro conceito implícito aqui, é o de ‘vir a ser’ – ou seja, um tempo futuro, quando este ‘ir além’ possa acontecer, e assim resultar no ‘despertar’ exaltado (que também é um conceito).
Pela minha experiência, percebo que funciona melhor, quando conseguimos ter bem claro a nossa natureza positiva, real, e não-conceitual, como Presença-Consciência – como AQUILO que é o princípio necessário e indispensável para qualquer aparência surgir (incluindo um ‘eu’, a mente, tempo, etc.).
Antes do próximo pensamento surgir, já somos presentes como AQUILO (para qual a aparência aparece). Já SOMOS além da mente! Como AQUILO, nenhum ‘ir além’ ou despertar é necessário – e NISSO, a mente e o ‘eu’ são atendidos por si mesmos.
São conceitos como ‘ir além da mente’ que nos impedem de reconhecer o nosso SER além da mente.
ideiasfalsas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s